Pesquise Aqui!

O Show de Trumam - Uma crítica à manipuladora mídia televisiva

|| ||

 Não se trata de mais uma comédia barata estrelada por um astro de Hollywood, mas de uma forma bem humorada e emocionante de refletir sobre o que a mídia televisiva faz com as pessoas através de suas propagandas nada sutís de seus padrões pré estabelecidos e de sua tendência a reger o universo visando o lucro financeiro.
Me encanta a temática do filme, sua trilha sonora e sobretudo seu final maravilhoso.
Lembro-me de ter lido uma crítica ruim a respeito dele em uma famosa revista quando criança.
Bem, eu decidi ver o filme mesmo assim e compreendi o motivo de a crítica não ter gostado, afinal o próprio filme é uma crítica ao universo da televisão, então como gostariam.
Nos habituamos a "ir com as outras", aceitar como verdade tudo que a telinha nos mostra, mas quem em  sã consciência não perceberia que o corpo de Suzana Vieira  aos 60 anos (por exemplo) não seria o mesmo mostrado na revista? Quantas vezes encontramos os artistas nas baladas e percebemos que tirando a roupa e o nome passariam desapercebidos no meio da multidão? Como aceitar que Suzana Vieira canta bem depois de tê-la visto desafinar e errar ao letra ao vivo no programa do Faustão? 
Voz modificada em stúdio, uma palhaçada pra enganar os tolos que compram tudo como verdade.
Tudo é muito bem montado nos programas infantis pra vender o produto e pra plantar o consumismo na mente da criança ( pura alienação), do mesmo modo os jovens são bombardeados com modelos de comportamento e padrões de beleza inexistentes que acabam gerando problemas sérios na vida adulta.
Quando tornaremos ao estado de gente pensante?
Cada um de nós tem seu biotipo, sua personalidade, seu comportamento. Quando deixamos de ser quem somos pra seguir um padrão estamos como Truman nos deixando aprisionar em um mundo de mentiras e falsidade.
Eu veria O Show de Trumam mil vezes como o vejo agora e reflitiria como reflito com meus filhos sempre que o vemos juntos.
Será que eu preciso mesmo ter o corpo da Juliana Paz, o cabelo da Gisele Bundchen e o rosto da Sandy pra ser considerada uma mulher bonita? O que a mídia tem vendido? Ilusões? Padrões?
Quem tem comprado na mídia? Você?
A cada estação se muda e as pessoas seguem o chamado modismo.
Diz-se que por conta das tendências da moda é necessário ter esse ou aquele cabelo, usar essa ou aquela roupa, usar o biquini ideal pra seu corpo.
Ai penso comigo:
- A mini-saia estava fora de moda faz algum tempo e mesmo sendo uma invenção do ano 1900 e lá vai bolinha outro dia estava atual.
Boca de Sino é da época que Roberto Carlos era jovem, está fora de moda, mas esteve na moda a pouco menos de 10 anos. Mas dizem ser tendências novas. Novas? O que é novo afinal? Quem resolve qual será a tendência e qual vai ser a cor de sua unha na próxima estação, você ou uma dúzia de pessoas contratadas pra te fazer comprar até merda em potinho? Quem dita o padrão? 
E por que o padrão se estabelece?
Ora, se não houvessem pessoas alienadas pra comprar a ideia ele não se estabeleceria.
É como imaginar por exemplo que há algumas décadas as mulheres brigavam por respeito e reconhecimento e após alcançá-lo tornaram-se fúteis, imaturas, levianas, e inconsequentes ...
Nasceu um novo padrão que foi comprado pelos jovens que hoje são adultos e repassam esse mesmo padrão á seus filhos. 
Resultado disso é que as crianças vestem-se de forma tão ou mais vulgar que uma dançarina de funk. 
É o padrão sendo seguido ...
Passaram da liberdade pra libertinagem e acham ( por conta do padrão) que é vantagem ser chamada de cachorra, potranca, cadela.
As mulheres mais valorizadas do presente momento pela mídia são:
Mulher Melancia: Padrão da Mídia gostosa 
Um padrão muito comum pra mulheres ditas acima do peso ( o Brasil está cheio de mulher melancia que é chamada de baleia).
Padrão moral de vulgaridade e desvalorização da mulher.
Geise Arruda foi capa de uma revista masculina popular.
Padrão da Mídia - Sexy ( Padrão Moral cabeça vazia, padrão físico comum). Nem merece comentários.
E tantas e tantas outras que nada tem a oferecer além de uma bunda em uma capa de revista e um rebolado que daqui uma década nem será lembrado. Mas enquanto isso nossos jovens são bombardeados pela mídia e assistimos a tudo inertes como se tudo fosse totalmente tolerável.


Aprendamos a ver melhor, enxergar os detalhes e não deixemos que nos vendam gato por lebre. 
Todo ser humano tem sua beleza, sua fofura, sua graça, sua simpatia , assim do jeito que é, com suas qualidades e seus defeitos. 
Comprar padrão de perfeição é burrice, alienação , bobagem ...


Vamos também como o Trumam sair de cena e viver nossas vidas além dos apelos da mídia e sermos felizes como convêm, ou seja, com toda beleza e complexidade de sermos nós mesmos.
Gi Barbosa

Seguidores

Google+ Badge