Pesquise Aqui!

Fatores da Vida Infantil que influenciam direta ou indiretamente na vida adulta

|| ||


Fatores da Vida Infantil que influenciam  direta ou indiretamente na vida adulta


Traumas

Nasce na infância grande parte de nossos medos, complexos e dores
É um lar sem disciplina, sem amor, falta de calor humano, de atenção ... Fatores indispensáveis  para a formação de um indivíduo estruturado e capaz de enfrentar as dificuldades da vida.
Um exemplo:
O pai violento ensina ( de forma inconsciente) à seu filho que tudo se ganha na força, na marra, no grito. É a lei da selva ... Vence o mais forte!
Mas, afinal o que é ser forte?
É explodir na primeira provocação? Ou seria domar seu eu interior  e mostrar que não se deixa dominar pelas emoções?
É fato que pais violentos formam duas espécies de indivíduos.
1° O violento, bruto, incensível ( seu modelo fiel)
2° O retraido, medroso, incapaz de levantar a cabeça e impor-se.
Sabemos que na vida nenhum extremo é perfeição ( mesmo fé em demasia vira fanatismo) e que sempre devemos buscar o equilíbrio ou as chances de fracassar são enormes.
A disciplina é sim necessária na vida da criança. Como escrito está na Palavra até mesmo o Senhor usa disciplinar seus filhos.
" ... porque o Senhor corrige quem ama e açoita a todo filho a quem recebe Hb 12:6"
No mesmo capítulo, mais adiante diz:
"Toda disciplina com efeito, no momento não parece motivo de alegria, mas de tristeza ; entretanto produz fruto pacífico  aos que tem sido por ela exercitados, fruto de justiça Hb 12:11"

Contudo disciplina sem amor nem pode receber esse nome.
Disciplina sem amor é apenas violência contra a criança.

Uma outra espécie de pai é o permissivo e imprudente que costuma mentir para os filhos  com o intuito de não dizer-lhes "NÃO" e de fazê-los obedecer, e como nada proveitoso se forma diante de mentiras e Deus nada tem com ela como podemos ler na Bíblia:
" ... quando ele ( o diabo) profere mentira, fala do que lhe é próprio, por que é mentiroso e pai da mentira"
Sabemos então que a mentir para uma criança a fim de controlá-la não é um princípio correto para um cristão.
Mentiras aparentemente bobas:
Mula-sem - cabeça, bicho - papão, lobisomem ... Já vi criança com medo de uma simples pena.
Parece mesmo que essas "simples" mentirinhas são muito inocentes, mas na verdade são nocivas e causa danos à estrutura emocional da criança.
É por esse e outros motivos que muitos crescem depressivos, medrosos e os pai se perguntam:
  - Por que esse menino(a) é tão medroso(a)?
Mal sabem eles que por sua fraqueza, excesso de amor e falta de disciplina plantou na infância a primeira semente maléfica no coração de seus filhos.
A semente do medo, que vira pavor, síndrome do pânico e outras doenças psicosomáticas.
Amar não é permitir à criança agir conforme seu bel prazer.
Amar é orientà-la de modo a que se torne um indivíduo preparado para lidar com os problemas da vida


Seguidores

Google+ Badge